Plantão
Turismo em Mato Grosso

Vale do Rio Claro e Trilha dos Dinossauros são passeios imperdíveis em Chapada dos Guimarães

Publicado dia 31/01/2020 às 11h23min | Atualizado dia 31/01/2020 às 12h22min
Vamos mostrar e falar um pouco de dois belos lugares em Chapada dos Guimarães que merecem ser visitados

Divulgação

Quem reside em Mato Grosso vive em um Estado com inúmeras belezas cênicas. Há cerca de uma hora de carro (dependendo do movimento), saindo de Cuiabá, capital de MT, esta situada uma dessas belezas, a linda e mística Chapada dos Guimarães, um lugar de incontáveis atrativos naturais e uma rica biodiversidade, que contempla diversas espécies da fauna, flora e do cerrado. E, isso, a torna inesquecível para quem tem a oportunidade de conhecê-la.

 
Depois de mostrar o circuito de cavernas clique aqui e cachoeiras clique aqui em matérias anteriores (que você não deve deixar de ver ), nós do portal conhecendomt.com.br vamos mostrar e falar um pouco de dois belos lugares em Chapada dos Guimarães, que merecem ser visitados.
 
Um deles é o Vale do Rio Claro que tem sua entrada em frente ao Restaurante Vale verde, 30 km antes de chegar à Cidade (para quem vai no sentido Cuiabá Chapada dos Guimarães).
 
Deixamos o carro no estacionamento do restaurante por volta das 8h30 e encomendamos nosso almoço, uma saborosa galinhada por R$ 45.  Contato do Restaurante  Vale Verde (65)9945-7024 ou (65)9901-8557.
 
E seguimos para o Vale do Rio Claro localizado em uma região composta por belos paredões de arenito e cerrado ainda preservado, além de possuir a nascente do Rio Claro com águas limpas e cristalinas, ideais para refrescantes banhos de rio.
 
O lugar com um visual pré-histórico possui trilhas (composta basicamente por areia), para caminhadas até pontos altos de visualização dos paredões, que permitem uma visão panorâmica do vale e de toda sua extensão.
 
Alguns dos atrativos encontrados no local é a crista de galo, uma formação rochosa localizada no centro do vale, que permite uma visão panorâmica da região.
 
De lá se avista as cabeceiras do Rio Claro, os mirantes da Cidade de Pedra e os imensos paredões de arenito que compõem o cenário da cidade possibilitando uma visão exuberante de Chapada dos Guimarães.
 
Localizado no Vale do Rio Claro também está o Poço das Antas, lugar de águas cristalinas, próximo a nascente com grande quantidade de peixes, um verdadeiro aquário natural além do Poço Verde e do Mirante do Paredão.
 
O Vale do Rio Claro atualmente só pode ser visitado com acompanhamento de guia ou condutor de turismo credenciado junto ao Ministério do Turismo e ao Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, mediante agendamento prévio.
 
No nosso passeio pelo Vale do Rio Claro, o condutor de turismo Felipe Desiderio Estivil Bustos foi nosso guia e também tivemos a companhia da bibliotecária aposentada, Tália Lais Maia Medina moradora de Fortaleza em visita pela segunda vez na cidade.
 
“Na primeira vez que estive em Chapada me indicaram o Felipe como condutor para conhecer as belezas do lugar, e o que me fez contratar novamente os seus serviços foi a experiência dele na profissão, a seriedade e principalmente a atenção que ele tem com os clientes”. Comenta Tália.
 
O valor cobrado pelo condutor de turismo Felipe Desiderio Estivil Bustos fica em torno de R$ 150 por pessoa, dependendo do número de visitantes, o valor pode ser negociado.
 
O passeio no Vale do Rio Claro dura em torno de 2h30 para ir 2h30 para voltar (o tempo varia para mais ou para menos dependendo do condicionamento físico da pessoa).
 
A outra opção e a trilha autoguiada (pode ser acessada sem a presença de guia), do Vale dos Dinossauros com entrada pela Pousada Casa do Mel. 
 
Uma caminhada por cerca de uma hora e dez minutos, (o tempo varia para mais ou para menos dependendo do condicionamento físico da pessoa), partindo da Pousada Casa do Mel em direção ao Vale dos Dinossauros leva o visitante a uma das mais deslumbrantes vistas da Chapada dos Guimarães.
 
O lugar com cerca de 350 metros de altura oferece uma visão 360 graus (que me deixou até de pernas "bambas" ).
 
“O nome Vale dos Dinossauros, se deve ao fato de ter sido encontrado no lugar na década de 70, ossos de dinossauro e da Preguiça gigante”, explica Sidarta Espindola proprietário da Pousada Casa do Mel. Atenção! Infelizmente a trilha Vale dos Dinossauros  está fechado para visitação pública. 
 
Dicas de Viagem:
Os dois passeios são acessados por trilhas, a maior parte em área de cerrado, por isso, é aconselhável levar uma mochila para acondicionar os seguintes objetos; repelente, protetor solar, lanche, garrafinhas de água, embalagem para acondicionar lixo, roupa de banho, capa de chuva, binóculo, máquina fotográfica, baterias e cartões de memória.
 
O que usar? Use roupas leves, próprias para caminhadas, calçados resistentes e confortáveis como tênis ou botas, meias, boné ou chapéu.
 
O que não usar? Evite usar calçados novos no passeio para não criar bolhas nos pés.
 
Por Gabriela Von Eye
 
Fonte: Fonte:conhecendomt.com.br

Tags Populares



Fale Conosco

Cuiabá Cuiabá/MT
(65) 9964-9239 | (65) 9845-53839 | (65) 3665-3839
contato@conhecendomt.com.br