Museu da UFMT expõe obras que utiliza tampinhas plásticas como objetos de arte

0
108

O projeto de arte contemporânea ‘eqÜevo 31 dias’ começa nesta quinta (18) no Museu de Arte e Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O artista Luis Segadas, utiliza tampinhas plásticas para confeccionar suas obras de arte. 

Em sua arte, o artista elege a tampa plástica como o agente poético, banal e global.

No evento terá, além da exposição, oficinas, workshops, instalações, intervenções urbanas e exibição de filmes que falam sobre a temática do lixo, como “Os Catadores e Eu” de Agnès Varda,“Lixo Extraordinário” de Vick Muniz, “TRASHED” de Jeremy Irons e “Quem tem medo da Arte Contemporânea?”, de Fernando Cocchiarale.

Depois de passar 31 dias na capital, o projeto viaja para Sinop, Rondonópolis e Barra do Garças, e ficará o mesmo tempo em cada cidade.

Nos locais, haverá coleta de resíduos plásticos, especialmente as tampas coloridas. Inclusive, para entrar no evento, o ingresso são tampinhas de plástico.

A inauguração acontece nesta quinta (18), às 20h, no Centro Cultural da UFMT com apresentações de Kessidy Kess, Ana Amélia, Asid Adult Man & God’s Singers Cuiabá, Hensdon Santana, André Balbino & Eduardo Ferreira, Billy Espíndola e Theo Charbel.

Confira a programação das oficinas:

26/02 – Desenho de caricatura
Relações Fisionômicas na construção do ‘rosto’
04/03 – Desenho de observação
O desafio da representação espacial. Vamos nessa?
10/03 – Imagem digital
Domine a imagem digital dosando recursos
11/03 – Arte na redes sociais
Não existem mais fronteira na arte. O ciberespaço é um suporte de arte?
18/03 – Tecnologias Populares
O público é o “professor”. Traga suas tampinhas e vamos criar juntos

Para mais informações: (65) 9309-8008 • lasegadas@gmail.com