José Medeiros convida para expedição fotográfica na Serra do Roncador

0
109

Entre os dias 2 e 5 de março, os participantes acompanham o fotógrafo em busca da “Cidade Perdida”

O renomado fotógrafo José Medeiros está convocando entusiastas da fotografia para acompanha-lo, entre os dias 02 e 05 de março, durante o feriado de carnaval, em uma expedição fotográfica intitulada “Em Busca da Cidade Perdida”. Trata-se de uma experiência artística e humana por um dos lugares mais misteriosos e fascinantes do estado: a Serra do Roncador.

Localizada a 60 km de Barra do Garças-MT, a Serra é composta por um cenário de paredões, formações rochosas, cavernas, pinturas rupestres e quedas d’água, além de ser palco de muitas lendas, enigmas e histórias fabulosas. “É um lugar místico e fantástico. Um visual lindo, bacana para fotografia, para a gente exercitar essa criatividade que está proposta na expedição”, explica José Medeiros ao Pensar Cultura.

Para além das técnicas fotográficas, a ideia da expedição é justamente estimular um olhar criativo para que o participante possa explorar novas possibilidades dentro da linguagem fotográfica durante esta imersão pelas paisagens e personagens da Serra do Roncador.

A sede da expedição será a Pousada Park Portais do Roncador. Localizada próximo ao vilarejo do Vale dos Sonhos, é na Pousada que estão os atrativos turísticos e místicos mais conhecidos da Serra do Roncador. O proprietário, Maurinho, será o guia durante a expedição. Ele coleciona inúmeras histórias sobre o misterioso lugar.

No primeiro dia, os participantes vão conhecer a fascinante Lagoa do Roncador. No dia seguinte, o Arco de Pedra e a região dos Portais da Cidade Perdida será o cenário fotográfico. E, no último dia, vão contemplar a beleza do Templo Maior.

Zé Medeiros frequenta periodicamente a Serra do Roncador há anos
MISTICISMO DA SERRA DO RONCADOR

As passar pelos paredões rochosos durante a noite, o vento produz um som grave que se assemelha ao ronco de uma pessoa dormindo, daí a razão do nome Serra do Roncador, mas os mistérios vão muito além do intrigante som noturno.

Segundo a crença popular, Percy Fawcett, explorador inglês que chegou à região em 1925, acreditava existir na região um portal que o levaria à “Z – A Cidade Perdida”, também chamada por alguns de “Eldorado”. Durante esta incessante busca, Fawcett desapareceu e seus restos mortais nunca foram encontrados, daí surgiram histórias para tentar explicar seu sumiço.

A Serra do Roncador fotografada por José Medeiros
Alguns dizem que ele encontrou a Cidade Perdida ao utilizar um portal que se abre, ocasionalmente, com o alinhamento dos astros, dando acesso a uma civilização intra-terrena extremamente evoluída espiritual e tecnologicamente. Perdura no entender de alguns místicos a teoria de que esta passagem ainda existe na Serra do Roncador, assim como diversas outras que estão espalhadas nos subterrâneos da América Latina.

Por outro lado, há quem afirme que Fawcett, assim como seu filho e o amigo que o acompanhavam, foram mortos e enterrados por povos indígenas do Xingu.  Fato é que as lendas têm inspirado místicos e artistas, tendo, inclusive, dado origem à série de filmes Indiana Jones.

A obra de José Medeiros (foto) convida a refletir sobre questões existenciais e humanas
JOSÉ MEDEIROS

Zé Medeiros, como é conhecido pelos mais próximos, já fotografou para os jornais ‘O Diário de Cuiabá’ e ‘A Gazeta’. Ele começou a fotografar aos 16 anos de idade e sempre demonstrou profundo interesse em manifestações culturais.

Desenvolve trabalhos com questões indígenas há mais de duas décadas. Sua missão fotográfica e antropológica, marcada sempre pela postura questionadora e polêmica, convida a refletir sobre as questões existenciais humanas. Há anos frequenta periodicamente a Serra do Roncador.

O custo da aventura será R$ 1,400 reais, por pessoa, com direito a hospedagem e aliemntação.
Para mais informações:(65) 99984-1026 (Manoel Vieira – Produtor)