Mulheres são homenageadas em exposição no Ganha Tempo de Cuiabá

Mulheres-02.jpg

Foto: Karen Malagoli/ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realiza no mês de março a exposição “Mulheres Mato-Grossenses, e que Mulheres” em homenagem a 26 mulheres consideradas ícones na história do estado. Este ano, a exposição será realizada do dia 3 ao dia 15 de março, no Ganha Tempo, unidade da Praça Ipiranga, centro de Cuiabá.

A exposição, que marca as atividades do Dia Internacional das Mulheres, comemorado em 8 de março, é realizada pelo Instituto Memória da Assembleia Legislativa desde 1998, sempre agregando em seu acervo novas personagens de Mato Grosso.

Dentre as homenageadas, Tereza de Benguela, que liderou movimento abolicionista no estado, e Laurinda de Lacerda Cintra, a Doninha do Tanque Novo, que foi presa a mando em decorrência de suas atividades místicas. Deputadas estaduais e federais também compõem a lista, juntamente com a primeira prefeita eleita do Brasil e a vereadora que por mais tempo ficou na Câmara Municipal.

Isis Catarina Martins Brandão, do Instituto Memória, afirma que o objetivo da exposição é despertar a atenção da população e valorizar a história dessas mulheres. “Escolhemos o Ganha Tempo da cidade por ser um local de grande movimento e que reúne pessoas de diferentes origens e níveis sociais para democratizar o conhecimento”, afirma.

A servidora explica que a exposição também busca estimular que estudantes usem o acervo do Instituto Memória para realizar pesquisas e assim ampliar a base de dados históricos do estado. Na mostra são apresentadas fotografias e textos sobre as mulheres que representam Mato Grosso historicamente, politicamente, economicamente, juridicamente e socialmente. “Mulheres Mato-Grossenses, e que Mulheres” conta com a parceria da Secretaria de Trabalho e Assistência Social do Estado de Mato Grosso (Setas), que cedeu o espaço no Ganha Tempo.

Conheça algumas das homenageadas:

Mulheres Históricas: Teresa Benguela; Maria Dimpina Lobo Duarte; Doninha do Tanque Novo; Maria de Arruda Müller; Madre Maria Cerutti; Zulmira Canavarros; Dunga Rodrigues.

Mulheres Políticas: Serys Marly – 1ª senadora por Mato Grosso; Teté Bezerra – 1ª deputada federal por Mato Grosso; Oliva Enciso – 1ª deputada estadual de Mato Grosso; Sarita Baracat – 1ª deputada estadual de MT pós-divisão; Thais Barbosa – 1ª deputada estadual constituinte de MT; May do Couto – 1ª a presidir a Câmara Municipal de Cuiabá e, a partir de 2000, todas as mulheres que conquistaram mandato eletivo nas esferas parlamentares do estado e federal.

Mulheres Pioneiras: Shelma Lombardi – 1ª desembargadora; Maria Helena Póvoas – 1ª presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional de Mato Grosso (OAB-MT); Luzia Guimarães – 1ª reitora da UFMT; Nilza Queiroz – 1ª a presidir a Academia de Letras de Mato Grosso; Iraci França – 1ª a assumir interinamente o governo do estado, entre outras, como Madalena Rodrigues, Marilza Ribeiro, Dona Nina e Antonieta Ries Coelho.

Assessoria/ALMT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *