Em Barra do Garças, Sema reabre acesso ao Mirante do Cristo Redentor

0
233

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) liberou em fase de teste o acesso da população ao Mirante do Cristo Redentor, localizado no Parque Estadual Serra Azul, em Barra do Garças. Em razão da inauguração das obras no final de janeiro de 2018 pelo governador Pedro Taques e vice-governador Carlos Fávaro, estão sendo testados o acesso, a segurança e outros quesitos importantes para a reabertura definitiva da unidade de conservação estadual.

Leia também!

http://conhecendomt.com.br/conheca-barra-do-garcas-a-cidade-oferece-atrativos-turisticos-para-todas-as-estacoes-do-ano/

A proposta para o ano que vem é gradativamente abrir novos pontos de visitação, mediante elaboração e execução de projetos que ofereçam melhor estrutura de segurança às pessoas, além de permitir a conservação da biodiversidade local.

Conforme o secretário da Sema, André Baby, a reabertura da unidade é uma determinação do governador Pedro Taques que visa incrementar o turismo sustentável na região, atraindo turistas das cidades vizinhas e até de outros estados, o que contribuirá para o aquecimento da economia local. “O parque é importante para a população porque, além de ser mais uma opção de lazer, ele possui uma beleza cênica única”.

O Mirante poderá ser visitado todos os dias, das 6h às 18h30, por meio da Escadaria da Fé, que leva até a imagem do Cristo Redentor. Esta é a primeira etapa do projeto de reabertura do parque, que ficou fechado por três anos. Entre as melhorias realizadas nesta fase estão as reformas das guaritas da entrada principal e da Escadaria da Fé, que dispõe de banheiros masculino/feminino, bebedouro e livro de registro de presença, a ampliação do Mirante do Cristo Redentor e do platô da Nossa Senhora.

Ainda estão em andamento no parque as obras de construção do Centro de Visitantes, recuperação e adequação das estradas, ordenamento das trilhas do Córrego Avoadeira e revitalização do Discoporto. “A população sabe da importância desse patrimônio, até porque o parque foi criado devido ao apelo da comunidade, então essas melhorias significam muito para todos da região que poderão frequentar novamente a unidade de forma responsável”, acrescenta o secretário André Baby.

As obras são realizadas com recursos financeiros no valor de R$ 1,2 milhões oriundos de Termo de Ajustamento de Conduta disponibilizado pelo Ministério Público Estadual (MPE). A obra também conta com o apoio do Conselho Gestor do parque, da Prefeitura de Barra do Barças, por meio das Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Urbanismo e de Transportes e Serviços Públicos, além das Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP’s) Aliança da Terra (AT) e Associação dos Amigos dos Animais (AAA).

Com intuito de ampliar as parcerias, a Sema está em contato com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) para celebrar um Termo de Cooperação Técnica que disponibilizará estudantes para serem estagiários na unidade e, assim, contribuírem na gestão ambiental do parque. A fim de facilitar o atendimento da demanda do parque, será entregue à unidade um veículo 0 Km Miltsubishi L-200 com tração 4×4 já adquirido pela Sema via compensação ambiental.

Sobre o Parque

O Parque Estadual da Serra Azul possuiu 11 mil hectares, no município de Barra do Garças, e está no Bioma Cerrado. Foi criado como uma das 46 unidades de conservação do estado por meio da Lei nº 6.439 de 31 de maio de 1994.

A unidade foi fechada em setembro de 2014, em razão de uma notificação recomendatória do Ministério Público Estadual (MPE), depois que um incêndio queimou 80% da cobertura vegetal da área. Na época, entendeu-se que o órgão ambiental não tinha condições de conciliar a proteção da biodiversidade e a conservação do parque com uso público, além do Conselho Consultivo não estar em atividade e a implantação do Plano de Manejo ser considerada insuficiente.

A média anual de visitação ao parque variou de 35 a 40 mil pessoas, as quais visitaram os diversos atrativos, como: a Escadaria da Fé; o Mirante do Cristo Redentor; Discoporto; as trilhas do circuito das 13 cachoeiras do Córrego Avoadeira, com alturas médias de 15 a 25 metros e a Gruta dos Pezinhos, esta última continuará interditada, ainda que haja reabertura dos outros atrativos, até que se faça um estudo específico que viabilize a visitação, já que a caverna abriga pinturas pré-históricas de valor antropológico incalculável e que estavam passando por deterioração.

O parque, após interdição, estava aberto somente para serviço de manutenção de equipamentos pelas empresas que utilizam as torres e antenas, atividades de educação ambiental, pesquisa pelas instituições de ensino e para prática de voo livre pela Associação Cia do Céu. A partir de agora, a comunidade local e os visitantes poderão acessar a Escadaria e visitar o Mirante. Assim que as obras forem concluídas todos os atrativos do parque serão reabertos.

Fonte: Assessoria