Continuam abertas as inscrições para Rally em comemoração aos 300 anos de Cuiabá

0
34
Foto:Divulgação

O Rally Ecológico Cuiabá 300 Anos abriu suas inscrições no dia 03 de dezembro de 2018. A prova terá largada no dia 30 de março, na Orla do Porto na capital de Mato Grosso, com chegada à Aldeia Outdoor Sports, Km 14 da rodovia MT 010.

De acordo com o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vulo, a conscientização ambiental e as ações sociais nortearão o percurso da disputa, que acontece às vésperas do tricentenário da Capital. Isso porque o encontro vai beneficiar cerca de 100 famílias com arrecadação de cestas básicas e promover o plantio de mudas de árvores nativas na região do Coxipó do Ouro.

O lançamento oficial do Rally aconteceu no dia 7 de dezembro, às 18h, na Orla do Porto. Na ocasião, navegadores e parceiros do projeto, participaram de uma exposição de veículos. Os interessados podem fazer suas matrículas por meio do link www.cronorally.com.br. De acordo com a organização, qualquer carro em boas condições e motos off-road poderão participar do Rally.

“Vamos abrir oficialmente as comemorações do tricentenário da nossa Capital, resgatando esse importante evento esportivo. É uma iniciativa que soma a outras dezenas de intervenções culturais, religiosas, históricas e de infraestrutura, fazendo alusão à data. Todos estes esforços vão ao encontro da proposta do prefeito, Emanuel Pinheiro, que deixará um legado de transformação para as próximas gerações”, explicou Vuolo.

O compromisso com a sustentabilidade é reforçado com o mapeamento da emissão de dióxido de carbono (C02), principal responsável pelo efeito estufa, durante a competição. Para que a compensação seja feita, profissionais levantarão dados sobre a queima de combustível, fóssil e gás, liberada durante o dia da prova, consumo de energia elétrica, produção de resíduos e descarte de material gráfico.

Esta contagem inclui ainda a distância percorrida por todos os inscritos na trilha. Sendo assim, a equipe contabilizará os dias de montagem, realização e desmontagem do evento e, após aferir os dados, todos serão inseridos em uma calculadora de carbono equivalente, que converterá o resultado em número de árvores plantadas. As mudas de espécies nativas serão distribuídas ao longo do percurso da prova.

FOTO: Divulgação