Confira como ficou o novo mapa do turismo de Mato Grosso

Vila-Bela-15.jpg

Um documento divulgado nesta terça-feira (12), pelo Ministério do Turismo em Brasília revela que o mapa do turismo de Mato Grosso mudou. O estado reduziu de 89 para 77 o número de municípios participantes de suas 14 regiões turísticas.

Em todo o país, foram identificados 2.175 municípios em 291 regiões turísticas.

Para o ministro interino do Turismo, Alberto Alves, este redimensionamento contribui para melhorar a capacidade do Ministério do Turismo de atuar de forma coordenada com os estados, regiões turísticas e municípios, para desenvolver e consolidar novos produtos e destinos turísticos.

“Com um mapa mais enxuto e que retrata de forma mais fiel a oferta turística brasileira, poderemos focar nossos esforços e otimizar nossos resultados, afirmou.

Para a atualização do mapa, foram realizadas oficinas e reuniões em todas as 27 UFs e a validação do mapa foi feita pelos estados e Distrito Federal em seus respectivos Fóruns ou Conselhos Estaduais do Turismo.

SOBRE O MAPA – O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento de orientação para a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo, de forma regionalizada e descentralizada. Sua construção é feita em conjunto com os órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros.

CATEGORIZAÇÃO DO NOVO MAPA DO TURISMO – Os 77 municípios de Mato Grosso presentes no Mapa do Turismo se dividem em 5 categorias, de acordo com a Categorização dos municípios das Regiões Turísticas do Mapa do Turismo Brasileiro. O instrumento, elaborado pelo MTur, identifica o desempenho da economia do turismo para tornar mais fácil a identificação e apoio a cada um.

Dentro da metodologia, as cidades contempladas nas categorias A, B e C contam com 95% dos empregos formais em meios de hospedagem 87% dos estabelecimentos formais de meios de hospedagem, 93% do fluxo doméstico e têm fluxo internacional. O conjunto de municípios dos grupos D e E, reúnem características de apoio às cidades geradoras de fluxo turístico. Muitas vezes são aquelas que fornecem mão-de-obra ou insumos necessários para atendimento aos turistas.

Confira como ficou o mapa do turismo de Mato Grosso, por categoria:

Pantanal Mato-Grossense

Barão de Melgaço
Cáceres
Nossa Senhora do Livramento
Poconé
Santo Antônio do Leverger

Região Turística das Nascentes

Barra do Bugres
Campo Novo do Parecis
Sapezal
Tangará da Serra

Região Turística do Cristalino

Alta Floresta
Carlinda
Nova Bandeirantes
Nova Monte Verde
Paranaíta

Região Turística Domo de Araguainha

Alto Araguaia
Alto Garças
Guiratinga
Ponte Branca
Torixoréu

Região Turística Metropolitana

Cuiabá
Várzea Grande

Região Turística Nascentes do Rio Cuiabá

Acorizal
Chapada dos Guimarães
Diamantino
Jangada
Nobres
Nortelândia
Rosário Oeste
São José do Rio Claro

Região Turística Portal da Amazônia

Colíder
Guarantã do Norte
Itaúba
Marcelândia
Matupá
Nova Canaã do Norte
Peixoto de Azevedo

Região Turística Portal do Agronegócio

Lucas do Rio Verde
Nova Mutum
Nova Ubiratã
Sinop
Sorriso

Região Turística Portal do Araguaia

Barra do Garças
Canarana
Luciara
Nova Xavantina
Novo São Joaquim
Santa Terezinha
São Félix do Araguaia

Região Turística Rota dos Ipês e das Águas

Itiquira
Poxoréo
Primavera do Leste
Rondonópolis

Região Turística Vale do Cabaçal

Araputanga
Curvelândia
Lambari D’Oeste
Mirassol d’Oeste

Reserva do Cabaçal

Rio Branco
Salto do Céu
São José dos Quatro Marcos

Região Turística Vale do Guaporé

Comodoro
Conquista D’Oeste
Jauru
Nova Lacerda
Pontes e Lacerda
Vila Bela da Santíssima Trindade

Região Turística Vale do Juruena

Aripuanã
Cotriguaçu
Juara
Juína
Juruena
Porto dos Gaúchos
Tabaporã

Região Turística Vale do São Lourenço

Campo Verde
Dom Aquino
Jaciara
Juscimeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *